Scroll Top

Saúde Variedades

Estresse ajuda ativar vírus varicela-zoster e doença pode causar cegueira

Estresse ajuda ativar vírus varicela-zoster

Viver com um alto nível de estresse ativa o vírus varicela-zoster e pode causar problemas de visão.

Você fica e/ou se sente estressada (o) com frequência? 

Saiba que esse é um problema que precisa ser levado muito a sério.

Isso porque poderá evoluir para uma doença grave, como depressão, obesidade, diabetes e/ou insuficiência cardíaca.

Porém, não é só isso, pois viver com um alto nível de estresse pode ativar um vírus em seu corpo e trazer várias consequências para a sua saúde.

Que vírus é esse?

No entanto, após um tempo, devido à baixa imunidade, ele pode “despertar” e desencadear outra infecção.

Como o estresse prejudica as defesas do corpo humano, acaba abrindo espaço para que o vírus volte a se manifestar. 

Com isso, começa a se multiplicar, causando lesões na pele, como bolhas, vermelhidão, sensação de formigamento, dor e coceira.

A doença é conhecida popularmente como cobreiro e as bolhas doloridas costumam aparecer na região das costas, tórax e abdômen. 

Mas, também pode se espalhar para os olhos, causando o descolamento de retina, inflamação da córnea e levar a cegueira.

A humorista Claudia Rodrigues, por exemplo, já foi acometida pelo vírus e precisou ser internada com lesões no olho direito.

O problema pode acometer qualquer pessoa que já teve catapora, principalmente se estiver exposta em situações de estresse.

Tratamento e prevenção

A única forma de prevenção é a vacina contra a varicela, aplicada em crianças até os 12 anos de idade.

Além disso, desde 2014 tem a vacina contra o herpes-zoster, porém, somente para adultos acima de 50 anos.

Mas como a baixa imunidade também é a responsável pela ativação do vírus, não custa nada investir em uma alimentação saudável, exercícios físicos e exposição ao sol.

Dicas para evitar e aliviar o estresse

É possível aliviar o estresse sem ter que recorrer aos medicamentos, evitando, assim, o enfraquecimento da imunidade e diminuindo o risco de reativar o vírus zóster.

Para isso, você pode inserir em seu dia a dia algumas práticas que auxiliam no relaxamento.

  • Faça atividades físicas e exercícios de respiração;
  • Alimente-se corretamente
  • Ouça uma música relaxante e ria;
  • Durma bem;
  • Separe um tempo para lazer;
  • Pratique o hábito da leitura e meditação;
  • Consuma calmantes naturais – abaixo deixamos algumas opções;
  • Seja positivo mesmo em situações complexas;
  • Se necessário, procure ajuda de um profissional, como psicólogo.

Algumas opções de remédios caseiros para herpes zoster são:

1. Compressas de vinagre de maçã

O vinagre de maçã possui ótimas propriedades para tratar irritações e lesões da pele. No caso do herpes zóster, a acidez do vinagre ajuda a secar as bolhas e, por isso, além de facilitar a cicatrização também reduz a coceira.

Ingredientes

  • 1 xícara de vinagre de maçã;
  • 1 xícara de água morna.

Modo de preparo

Misturar os ingredientes em uma bacia e depois colocar compressas ou pedaços de tecido limpo na mistura até que fiquem completamente molhados. Depois, retirar o excesso de líquido das compressas e aplicar diretamente sobre a pele afetada e sem feridas por 5 minutos. Por fim, deve-se deixar a pele secar ao ar livre.

2. Pasta de amido de milho e bicarbonato

A pasta feita com amido de milho e bicarbonato de sódio é uma ótima forma natural de secar as lesões do herpes zóster a ao mesmo tempo acalmar a irritação da pele, diminuindo todo o desconforto da infecção pelo vírus.

Ingredientes

  • 10 gramas de amido de milho (maizena);
  • 10 gramas de bicarbonato de sódio;
  • Água.

Modo de preparo

Misturar o amido de milho e o bicarbonato em um pequeno prato e depois adicionar algumas gotas de água até obter uma pasta homogênea. Por fim, aplique essa pasta sobre as bolhas do herpes zóster, evitando locais com feridas abertas.

Após 10 a 15 minutos, retirar a pasta com água morna e repetir o processo várias vezes ao dia, de acordo com o necessário.

3. Banho de aveia

O banho de aveia possui ácido pantotênico, beta-glucanos, vitaminas B1 e B2 e aminoácidos na sua composição, com propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e calmantes para a pele, e também age como hidratante devido às grandes quantidades de amido na sua composição, ajudando a aliviar a coceira da pele, sendo uma boa opção de remédio caseiro para proteger e acalmar a pele irritada pelo herpes zóster.

Ingredientes

  • ⅓ de xícara (de chá) de farinha de aveia;
  • 1 litro de água quente.

Modo de preparo

Triturar a farinha de aveia em um liquidificador ou mixer até obter um pó bem fino. Adicionar o pó de aveia e água em uma bacia e misturar por cerca de 15 minutos, até que esteja completamente dissolvida e a água apresente uma cor leitosa.

Por fim, esperar amornar e tomar banho utilizando a água com a aveia sobre a região afetada com herpes zoster, deixando agir por 10 a 20 minutos, idealmente sem passar qualquer tipo de sabão. É importante que a água esteja numa temperatura mais próxima à da pele, porque a água quente tende a piorar a coceira.

Enxaguar o corpo com água corrente, e secar com uma toalha limpa, seca e suave.

E aí, você gostou de conhecer  Estresse ajuda ativar vírus varicela-zoster? Temos certeza que sim, por isso, corra agora mesmo e compartilhe este artigo com seus amigos e familiares. Até o próximo artigo.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.