Home / Emagrecimento / Receita de whey protein caseiro

Receita de whey protein caseiro

Esta receita é especial para quem quer ganhar uns quilinhos de corpo e de saúde.
Ela é perfeita também para quem malha e gasta uma fortuna com suplementos como whey protein.
Podemos chamar esta fórmula de whey protein caseiro, pois ela vai lhe dar muito músculo e um ganho de peso e tudo isso sem você gastar muito.
E o melhor, sem química, pois este whey é 100% natural.
E ele também é livre de glúten e de lactose.
A receita é bem simples.
Em sua composição, há apenas dois ingredientes: arroz integral e batata-doce.
Mas o arroz aqui precisa ser germinado e isso não é difícil.
Nós vamos ensinar.
Mas antes queremos falar um pouco das extraordinárias propriedades do arroz germinado.
Riquíssimo em nutrientes, o arroz integral germinado proporciona resistência e energia.
A versão germinada do arroz conta com a presença do GABA, neurotransmissor com a capacidade de acalmar o cérebro.
E tem mais: ele é rico em vitaminas do complexo B e enzimas que estimulam a atividade cerebral.
Além disso, as vitaminas B6, B12 e o cálcio e o magnésio presentes no arroz germinado aumentam a atividade do sistema imunológico.
Sem falar da quantidade de proteína de ótima digestibilidadede e de alto valor biológico.
O arroz integral germinado  também é naturalmente rico em arginina, BCAA e fósforo, que auxiliam na nutrição e recuperação muscular pós-treino.
O outro ingrediente desta receita é a batata-doce.
A batata-doce tem ajudado muitas pessoas a ganhar massa muscular.
Ela também é um alimento de baixo índice glicêmico.
Se comparada à batata-inglesa, que tem índice glicêmico mais elevado, a batata-doce é muito mais rica em nutrientes e em benefícios.
Ela ainda é rica em vitamina A e C, cálcio, fósforo e potássio.
E, por ser rica em fibras, ela ajuda a flora intestinal a funcionar corretamente.
Isso quer dizer que a batata-doce fornece gradativamente energia não só para o treino em academia, mas também para as tarefas do dia a dia.
Ah, uma grande vantagem deste whey protein caseiro é que pode ser consumido até por quem não consome nenhum alimento de origem animal, como os veganos.

LEIA TAMBÉM

Germinando o arroz

A primeira etapa desta receita é produzir grãos germinados de arroz:
1. Coloque os grãos em um vidro grande e cubra (dois dedos acima) com água pura, sem cloro.
2. Deixe de molho por uma noite.
3. Cubra o vidro com um pedaço de filó e prenda com um elástico. Despeje a água e enxágue bem sob a torneira.
4. Coloque o vidro inclinado num escorredor com a boca para baixo e cubra com um pano (o pano é opcional).
5. Enxágue duas vezes ao dia: de manhã cedo e à noite.
6. Os grãos germinados de arroz estarão prontos para ser consumidos em 3-4 dias.
Receita do vegan whey caseiro

INGREDIENTES

300mL de água gelada

150g de batata-doce cozida e descascada

4 colheres cheias (sopa) de arroz integral germinado

MODO DE PREPARO

Afervente levemente o arroz germinado.
Cozinhe a batata tire a casca.
Espere esfriar.
Bata tudo no liquidificador.
Se ficar muito grosso, ponha um pouco mais de água,
Tome metade antes do treino e a outra metade depois.

Para que serve o Whey Protein

O whey protein pode servir para complementar as necessidades diárias de proteínas, aumentar a imunidade (imunoglobulinas), auxiliar na síntese proteica e outras funções. Em geral a whey protein veio para auxiliar a ingestão recomendada de proteínas diárias e minimizar o tempo perdido de uma ingestão de proteína sólida.

Benefícios do Whey Protein

Inúmeros são os benefícios do whey protein. De acordo com Terada e Colaboradores em seu estudo publicado na Revista Brasileira de Nutrição Esportiva no ano de 2009, três são os benefícios do whey protein em praticantes de exercícios com pesos. Uma maior facilidade para o ganho de massa muscular, favorecendo a recuperação e síntese proteica, redução da fadiga e aumento da lipólise (queima de gordura).

Além do mais os benefícios que o whey protein nós trazem no cotidiano são o maior controle de proteína por porção, praticidade e controle de tipo de digestão. O tempo de digestão se deve ao whey protein ser dividido em diferentes tipos de degradação e absorção. O whey protein concentrado (WPC) é um tipo de whey consituido de proteína do soro do leite + uma boa quantidade de carboidrato, seja ele simples ou complexo; O whey protein hidrolisado (WPH) é um whey que já passou por uma hidrólise (quebra) que facilita a absorção da proteína do soro do leite, por já ter sido quebrada por enzimas; e o whey proteín isolado (WPI) que não apresenta nenhum outro macronutriente a não ser a proteína.

Malefícios do Whey Protein

Tudo em excesso faz mal, com a proteína do soro do leite não é diferente. Em geral seguimos uma recomendação de ingestão de proteínas. Assim que o índivíduo ultrapassa a ingestão diária recomendada (IDR) começam a aparecer problemas. O grupo das proteínas é igual aos dos carboidratos e lipídeos em relação a conter átomos de carbono, hidrogênio e oxogênio, porém, diferem-se pela presença de nitrogênio (16%) junto com enxofre, P e Fe (Biesek et al.2010). O excesso de nitrogênio quando não é filtrado por completo nos rins no ciclo da ureia, dificultam a excreção da amônia, que pode trazer desconforto abdominal, cálculos renais e outros problemas.

 

Ingestão do Whey Protein 

A quantidade de proteína que é recomendada varia de acordo com o ritmo que os indivíduos se exercitam regularmente. Indivíduos sedentários devem consumir em média 0,8g/Kg. Atletas que praticam semanalmente exercícios entre 60 minutos de 5-6 vezes por semana tem uma recomendação de 1,2 – 1,4g/Kg de proteína. Quando atletas são submetidos a esforços maiores que 60 minutos pela mesma frequência de 5-6 vezes por semana já se aumenta para 1,6g/Kg a quantidade de proteína. Para quem começa um treinamento de força rigoroso a ingesta aumenta ainda mais, dessa vez 1,8g/Kg (Biesek et al.2010)..