Home / Cabelo / Calvície feminina: conheça os primeiros sinais e os tratamentos

Calvície feminina: conheça os primeiros sinais e os tratamentos

Calvície feminina: conheça os primeiros sinais e os tratamentos

A calvície também ameaça a vaidade feminina. De acordo com a Sociedade Brasileira do Cabelo, 50% das mulheres têm alguma queixa relacionada à queda de cabelos. O primeiro passo para tratar o problema é distinguir queda excessiva de calvície. “A queda comum se evidencia com a perda de mais de 120 fios por dia. Isto pode ser perceptível quando a pessoa encontra mais de seis fios no travesseiro ou começa a ver fios sobre o computador ou na comida, por exemplo”, explica o médico Valcinir Bedin, Presidente da Sociedade Brasileira do Cabelo.

O segredo para um tratamento de sucesso é não perder tempo. “Existem métodos de cura eficazes e, quanto antes forem feitos, maior a possibilidade de êxito. A maioria das mulheres responde bem a tratamentos orais, um bom médico pode resolver 90% dos casos, sem transplante..

Chega de sofrer com a calvície! 3 dicas para disfarçar as entradas, sem passar vergonha

Adicione cor

Tintura para o couro cabeludo é uma outra interessante solução eficiente para disfarçar as entradas. Não desista da sua cor natural do cabelo – compre um spray referente à sua cor e transforme-se em casa mesmo! Você vai ter que experimentar um pouco antes até descobrir qual o produto funciona melhor com você, mas uma vez que você descobrir o produto e cor perfeita, disfarçar as entradas se tornará muito fácil e prático!

Considere mudar de cor

A primeira solução na lista de maneiras para disfarçar as entradas é relativamente uma solução fácil e simples e que já deve ter passado pela sua cabeça também! Como se vê, tons mais escuros de cabelos tornam as entradas mais evidentes, por esta razão, normalmente, os cabeleireiros aconselham uma mudança de cor do cabelo

Você vai gostar de ler : 

Criatividade

Esta é uma dica que nunca sai de moda! Divida seu cabelo em maneiras diferentes e experimente penteados que pode ajudar a tornar esta área menos perceptível! Você pode ainda acrescentar alguns acessórios para ajudá-la, as opções são infinitas, se jogue!

calvice_feminina

 

 

Abaixo, veja os tratamentos e alternativas disponíveis:

Via oral
– Suplementos nutricionais especiais para o cabelo: não adianta tomar um polivitamínico, o complexo tem de ser específico para os cabelos. As fórmulas, normalmente, contêm sais minerais e cofatores que entram na composição do cabelo, como vitamina B, ferro, zinco e até queratina; e,
– Bloqueadores enzimáticos: as enzimas são catalisadoras –ou seja, aceleram reações químicas orgânicas. No caso dos tratamentos para calvície, elas impedem a transformação de hormônios em outros processos metabólicos que fazem os cabelos cair.

Injetável
Bloqueadores enzimáticos e vitaminas, além de peptídeos, conhecidos como fatores de crescimento, são aplicados no couro cabeludo para evitar a queda dos fios e estimular o nascimento de outros novos.

leia também :   Faz mal dormir de cabelo molhado? Arrancar um fio branco faz nascer mais? Veja mitos e verdades sobre seus fios! ‪

Eletrônicos
– Desincruste: feito com um aparelho que emite uma pequena corrente elétrica, ele é aplicado com uma gaze e serve para limpar o couro cabeludo;
– Laser: assim como o aparelho de LED, o laser serve para estimular o crescimento dos fios, pois tem ação anti-inflamatória; e,
– Micropigmentação capilar: definitiva, camufla a calvície escurecendo o couro cabeludo por meio da aplicação de pigmentos específicos que produzem a ilusão de maior densidade capilar. O resultado fica bastante natural.

Transplante
Dificilmente, essa será a primeira indicação de tratamento. “A não ser quando já tentamos outros métodos sem resultados. Nunca é um tratamento inicial, com exceção dos casos de cicatrizes, como pós-queimaduras ou radioterapia”, declara Bedin.

Thiago Bianco Leal destaca outras situações que podem ser resolvidas com transplante. “Quando há uma transparência evidente, deixando o couro cabeludo à mostra, principalmente na frente que é visível, casos de testa grande, entradas muito pronunciadas e fios muito ralos são algumas delas”, declara o médico.

O transplante consiste em remover fios de cabelo de uma área doadora do paciente –geralmente acima da nuca– e transplantá-los para a região calva, inserindo fio por fio e mantendo preservadas as raízes, claro. “A técnica redistribui o cabelo, de forma geneticamente programada, sobre a área calva, garantindo máxima sobrevida dos enxertos capilares e mínimo trauma na região tratada,