Home / Saúde / Benefícios do café para o corpo

Benefícios do café para o corpo

Benefícios do café para o corpo

Tentamos reunir em um post de todos os benefícios  que o café para o nosso corpo, você vai se surpreender com todas essas dicas e melhor de tudo, é natural e barato.
Vamos falar sobre os benefícios do café para reduzir as estrias e flacidez.

 1
LEIA TAMBÉM
  • Brigadeiro de liquidificador
  • 4 Sinais que seu corpo envia para indicar que algo não está bem
  • Micose, frieira e pé de atleta: Receita
  • Significado dos dias da semana

Se você olhar para os componentes do principal cremes anti-estrias, celulite e prometem reduzir a flacidez encontrar todos eles têm em comum Caffeine. Bem Sabendo disso, podemos fazer o nosso próprio tratamento em casa.
O que fazemos é usar os restos deixados na panela depois de derramar café (em alguns países é conhecido como borra de café), este misturá-lo com óleo de coco e voila, temos o nosso mix. Em seguida, vai se espalhar e esfregar de forma circular nosso mix em áreas que necessitam de melhorias. Depois de vários minutos prossegue para lavar a área para remover os restos de nosso mix.
Da mesma forma que o processo acima nós combinamos a borra de café com azeite e pode esfregar em nosso corpo para remover as células mortas.

Utilize café para dar brilho aos cabelos.
Você só precisa se preparar duas xícaras de café, forte esta bem e colocá-lo no cabelo por 20 minutos, em seguida, removê-lo por lavagem, como de costume.

Utilize café para remover os odores de suas mãos.
Para os casos em que você tem que cortar ou picar alho cebola, as mãos tendem a ficar com um cheiro ruim. Para isso leva a borra de café e esfregue por toda a sua mão aos 2 minutos enxágüe com água morna.

De um modo geral, a cafeína é vista como algo não saudável, mas estudos comprovam que ela pode ter efeitos terapêuticos benéficos.

Inicialmente, precisamos procurar um café que não seja como a maioria que encontramos atualmente, cheio de pesticidas. Prefira o café orgânico, livre dessas substâncias nocivas. Neste caso, teremos um produto com múltiplos nutrientes e flavonóides antioxidantes.

Ainda assim, quando consumido em excesso pode inibir a reabsorção de glutamato, um neurotransmissor essencial para nos manter em alerta e prontos para agir.

 Outra razão pela qual a cafeína ganhou má reputação foi pelo fato de ela ser formadora de substâncias ácidas. Entretanto, alimentos ácidos também são essenciais à saúde. O grande problema, na verdade, é o fato de o elevado nível de acidez no corpo poder causar uma acidose metabólica, prejudicando o funcionamento do corpo.

Com o excesso de acidez o seu corpo perde músculos e tecido ósseo e com a evolução do processo ocorre congestão celular, o que aumenta a vulnerabilidade a doenças degenerativas. Assim, é fundamental saber consumir esses alimentos acidificantes para colher benefícios da escolha.

Como consumir

Primeiro consuma alimentos integrais. Nunca consuma proteína isolada, pois elas não têm os minerais cofatores e alcalizantes são necessários para o equilíbrio da acidez das proteínas. Portanto, esteja distante dos whey isolados, soja isolada etc. Esses alimentos são extremamente acidificantes.

Sempre que consumir alimentos proteicos, acompanhe com alimentos de origem vegetal, que normalmente são alcalinizantes. O mesmo vale para o café. Se você toma café, consuma frutas e vegetais em quantidades adequadas.

Uma boa alimentação deve ser variada e colorida, incluindo proteínas, gorduras e carboidratos.

O que torna o café saudável?

Fontes naturais de cafeína são chá, café e chocolate que, quando na forma natural, são alimentos muito ricos em nutrientes, diferente dos descafeinados, que têm valor nutricional inferior.

As pesquisas mostram que tanto o cacau quanto o café têm importantes ações neuro protetoras. É por isso que nas sociedades da América do Sul, nas quais se bebe café orgânico, há as menores taxas de Alzheimer e Parkinson.

O café ativa um mecanismo no cérebro que libera um fator de crescimento chamado fator neurotrófico cerebral, que ativa células-tronco para se converterem em novos neurônios.