Scroll Top

Saúde

Anvisa proíbe venda de moringa no Brasil; especialistas criticam

Moringa oleifera é  originária da Índia e Norte da África.

Já na Antiguidade a moringa teria sido utilizada como alimento e remédio por diversos povos.

Escritos sânscritos a mencionariam como planta medicinal e textos hindus fariam referência aos seus usos.

Vale a pena assistir a este vídeo:

Romanos, gregos e egípcios também teriam utilizado a planta pelas suas propriedades terapêuticas e para purificar a água de beber.

Muitos acreditam que na Bíblia, em Êxodo 15, 22-25, haveria referência a esta circunstância:

Depois fez Moisés partir os israelitas do Mar Vermelho, e saíram ao deserto de Sur; e andaram três dias no deserto, e não acharam água.
Então chegaram a Mara; mas não puderam beber das águas de Mara, porque eram amargas; por isso chamou-se o lugar Mara.
E o povo murmurou contra Moisés, dizendo: Que havemos de beber?
E ele clamou ao Senhor, e o Senhor mostrou-lhe uma árvore, que lançou nas águas, e as águas se tornaram doces. Ali lhes deu estatutos e uma ordenança, e ali os provou.

A fama da moringa tem crescido em todo o planeta, a ponto de campanhas para o seu plantio terem recebido apoio da ONU/Unicef.

A Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) diz que suas folhas “são ricas em proteínas, vitaminas, A, B e C e minerais: muito recomendáveis para mulheres grávidas lactantes, assim como para crianças pequenas”.

As nutritivas folhas da planta fornecem betacaroteno e vitaminas C, B2, B3, B6, B7, D, E e K.

É também rica em minerais e se constitui numa boa fonte de ferro, potássio e cálcio, além de cobre, magnésio, manganês e zinco.

É um das maiores fontes de antioxidantes e seus fitonutrientes ajudam o corpo a rejuvenescer.

Suplementos de moringa são comercializados livremente em todo o mundo, como Estados Unidos, Japão e Portugal.

No Brasil também, até recentemente, quando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em 4 de junho, publicou portaria proibindo, de forma cautelar (ou seja, provisoriamente), a fabricação, importação, distribuição, comercialização e propaganda de produtos que contenham moringa oleifera em sua composição.

Segundo a agência reguladora, não há avaliação e comprovação de segurança do uso da espécie em alimentos.

A medida é válida para todo o Brasil.

Especialistas, porém, contestam a medida da Anvisa.

Eles estranham o fato de o Brasil ser o único país do mundo a proibir a moringa.

O doutor Vitor Azzini, médico especializado em medicina preventiva, com consultórios no Rio e Florianópolis, chegou a gravar um vídeo enaltecendo as propriedades da planta, citando fatos comprovados por pesquisas científicas, como a sua riqueza nutricional.

A medida da Anvisa que proibiu a moringa é provisória.
 É preciso mais debates e questionamentos como este:

Por que o Brasil é o único país a proibir a planta?

Por que nos Estados Unidos, potência em pesquisa científica, compram-se produtos de moringa livremente e com extrema facilidade?

Com a palavra a Anvisa e os demais especialistas que queiram participar do debate.

 Moringa-proibida-Anvisa

Inscreva-se aqui Receba artigos e dicas imperdíveis

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.