Home / Saúde / Cistos no ovário: Como prevenir e combater

Cistos no ovário: Como prevenir e combater

Cistos de ovários são bolsas cheias de líquidos que se formam sobre ou dentro do ovário.

Os cistos no ovário são um problema sério que pode atingir as mulheres desde a fase inicial da puberdade até a menopausa.

No entanto, o risco de surgirem cistos no ovário depois da menopausa é baixíssimo.

Eles são como pequenas bolsas cheias de líquidos, que podem nascer tanto fora, quanto dentro do ovário.

Esse processo ocorre quando a mulher atravessa o período de ovulação e desenvolvem, naturalmente, pequenos folículos.

Quando essas bolsas não são removidas, tendem a aumentar e iniciar a formação dos cistos ovarianos.

Uma dor aguda no abdome pode ser um sinal de que este mal está por perto.

Além desse sintoma, há outros, como:

– Náuseas ou vômitos

– Sensibilidade nos seios

– Problemas de micção

– Aumento de peso

– Inchaço abdominal ou pélvica

– Dor nas costas e nos músculos

– Febre

Assim, caso desconfie que esteja com cistos no ovário, procure seu ginecologista.

Possivelmente ele pedirá um exame de ultrassonografia e enxame de sangue.

Para evitar todo esse transtorno, siga essas dicas:

– Tenha uma dieta saudável: procure enriquecer seu cardápio com vitaminas do complexo B e  vitamina C, além alimentos ricos em fibras.

Legumes e frutas são sempre uma excelente escolha.

– Beba chás de camomila.

Essas bebidas têm efeito calmante e ajuda a diminuir o estresse.

Procure bebê-las antes de dormir.

– Tome bastante água: beber oito copos de água por dia vai permitir que seu corpo se mantenha hidratado e resistente em períodos do dia que exigem mais energia.

– Beba chá de dente-de-leão: ele tem propriedades diuréticas e elimina toxinas do fígado.

– Pratique exercícios regularmente: a prática de exercícios estabiliza o ciclo hormonal , além de aliviar o estresse e acabar com a dor abdominal.

Um excelente tratamento para prevenir e combater os cistos no ovário é feito com as plantas uxi-amarelo e unha-de-gato.
Faça pela manhã o chá de unha-de-gato.
Ferva meio litro de água (de preferência em panela de vidro ou inox), adicione uma colher de sopa da erva e leve ao fogo até ferver.
Consuma pela manhã, morno, em duas doses.
À tarde ou à noite, faça o chá de uxi-amarelo, da mesma forma como você fez o outro.
Espere amornar e beba em duas doses.
Estas plantas você encontra em lojas de produtos naturais.

Procure um especialista em caso de dores abdominais e pélvicas muito fortes, principalmente se elas vieram acompanhadas de febre e vômito. Não se automedique. Os sintomas de cistos no ovário são muito similares aos de outras doenças. Consulte um médico para que ele possa fazer o diagnóstico e orientar qual o melhor tratamento para seu caso.

Prevenção

Não há uma forma realmente eficaz de se prevenir cistos no ovário, mas é possível realizar exames com frequência para detectar o problema precocemente e iniciar o tratamento o quanto antes.

Além disso, caso a pessoa não esteja tentando engravidar e apresente cistos com frequência, você pode evitá-los ministrando hormônios (pílulas anticoncepcionais, por exemplo), que previnem o crescimento dos folículos.