Home / Saúde / Tira-dúvidas: Mioma pode afetar a fertilidade

Tira-dúvidas: Mioma pode afetar a fertilidade

Mioma

O mioma pode afetar a fertilidade, por isso a mulher não pode deixar ele crescer. Entretanto, não é necessário tirar o útero inteiro.

Ovário policístico

Uma das melhores recomendações para quem tem ovário policístico é diminuir a insulina, fazer atividade física e dieta. O ovário policístico aumenta a quantidade de acne, queda de cabelo, aumento de peso, dificuldade para engravidar.

Pólipo

Ele pode aparecer na garganta, no nariz, o intestino e dentro do útero. Ele causa aumento do fluxo menstrual, cólicas e dificuldade para engravidar.

Chás que auxiliam no tratamento de miomas
Existem alguns remédios caseiros, como os chás, que podem auxiliar no tratamento dos miomas. Confira alguns deles a seguir:

Chá verde – O extrato de chá verde diminui significativamente o volume e peso dos miomas uterinos.
Cardo-mariano – Para aproveitar os benefícios proporcionados pelo cardo-mariano, basta moer as suas sementes em um moedor de café e ingerir duas colheres de sopa ao dia.
Urtiga – A urtiga também é recomendada para auxiliar o tratamento de miomas. Para preparar o chá, despeje três xícaras de água fervente sobre duas colheres de sopa de urtiga seca. Tampe e deixe em infusão por aproximadamente 15 minutos. Após coar, tome o chá três vezes ao dia.
Gengibre – A raiz de gengibre é um estimulante circulatório poderoso e é recomendada a ingestão de seu chá, ao menos uma vez por dia.
Manjerona – Esta erva possui poderosas propriedades sedativas e é um ótimo relaxante muscular, aliviando as cólicas uterinas. Pode ser ingerida em forma de chá.
Uxi-amarelo – Adicione uma colher de sopa da erva em meio litro de água e leve ao fogo até ferver. Tome o chá no mesmo dia de seu preparo.
Dicas
Tente levar uma vida saudável, com a prática de exercícios físicos, controle do peso, beber moderadamente e não fumar.
Consulte o seu médico ginecologista regularmente, pois muitos casos de miomas podem ser diagnosticados nas consultas de rotina.

Os miomas não são indetectáveis pelo olho humano, mas suas massas volumosas podem distorcer ou ampliar o útero. Eles podem ser únicos ou múltiplos, e em casos extremos a expansão do útero é tamanha que atinge a caixa torácica.

Quais as possibilidades terapêuticas para o tratamento da Síndrome dos Ovários Policísticos?

O tratamento depende da fase de vida da mulher. O que é mais importante em determinado momento e qual o sintoma que mais a incomoda são perguntas que o médico que a assiste deve fazer. Como se trata de uma doença crônica, não há cura da síndrome, e sim, tratamento dos sintomas. Uma adolescente de 15/16 anos, obesa, com pêlos e acne e perturbações menstruais, precisa primeiro tentar emagrecer. Às vezes, só a perda de peso provoca a reversão do quadro, porque a obesidade gera resistência à insulina e essa resistência produz o aumento de andrógenos, os hormônios masculinos. Se ela não for obesa, torna-se necessário diminuir a produção dos hormônios masculinos e uma das maneiras mais simples de fazê-lo é por meio da pílula anticoncepcional. Qualquer pílula, não precisa ser uma em especial, porque todas deprimem a função ovariana e, portanto, diminuem a produção de hormônio masculino. O anticoncepcional atua também na unidade pilossebácea, reduzindo o crescimento dos pêlos e a produção de sebo. Dessa forma, melhoram os quadros de hirsutismo, acne e as alterações menstruais, uma vez que a pílula regulariza os ciclos menstruais.

Sintomas de Mioma uterino
Algumas mulheres podem não apresentar sintomas de mioma, tendo o diagnóstico feito em exames de rotina. Para aqueles que apresentam sintomas, os mais comuns são:

Sangramento menstrual pesado
Períodos menstruais prolongados – sete dias ou mais de sangramento menstrual
Sangramentos mensais atípicos, às vezes com coágulos
Pressão ou dor pélvica
Micção frequente
Dificuldade esvaziar a bexiga
Prisão de ventre
Dor durante as relações sexuais.
Dependendo do tipo de mioma, os sintomas podem se diferenciar:

Miomas submucosos: são mais propensos a causar sangramento menstrual prolongado, pesado e às vezes são um problema para as mulheres que tentam engravidar
Miomas subserosos: podem pressionar a bexiga, causando sintomas urinários. Se miomas bojo na parte de trás do seu útero, que ocasionalmente pode pressionar o reto ou em seus nervos espinhais, causando nesse caso dor nas costas
Miomas intramurais: se grande o suficiente, podem distorcer a forma do útero e causar períodos pesados prolongados, bem como dor e pressão
Miomas pediculados: se sofrer torção de sua base e com isso apresentarem parada de sua circulação, causa de dor intensa e aguda, que necessita de cirurgia para sua remoção.