Home / Saúde / Já lhe falaram muito sobre a graviola: mas tem um segredo que você ainda não sabe

Já lhe falaram muito sobre a graviola: mas tem um segredo que você ainda não sabe

Em vários países, a graviola é reconhecida como um poderoso tratamento natural contra o câncer.

Nos Estados Unidos, por exemplo, a fruta é bem valorizada e muitos suplementos contendo seu extrato são comercializados.

Os americanos, a propósito, devem ser os que mais pesquisaram sobre as propriedades medicinais da graviola.

Há pesquisas nos EUA indicando que vários dos ingredientes ativos da graviola matam células malignas de 12 diferentes tipos de câncer, incluindo mama, ovário, cólon, próstata, fígado, pulmão, pâncreas e linfomas.

Tudo parece ter começado em 1976.

Naquele ano, o dr. Jerry McLaughlin, na Universidade Purdue, em Lafayette, Estados Unidos, descobriu que as acetogeninas da graviola eram poderosas substâncias anticâncer.

Anos mais tarde, em 1998-2000, novos estudos de McLaughlin mostraram que as acetogeninas são inibidores do complexo I da cadeia de fosforilação oxidativa e, assim, bloqueiam a formação de ATP, energia necessária para a célula cancerosa.

As acetogeninas também inibem a ubiquinol oxidase, uma enzima dependente de NADH, que é especial para a membrana plasmática da célula cancerosa.

Como podemos resumir isso para leigos?

É o seguinte, as acetogeninas da graviola são capazes de eliminar células cancerosas através da inibição dos mecanismos da mitocôndria dessas células, isso é, eliminando a maneira como elas produzem a própria energia.

Quais as principais indicações da graviola?

Antes, vamos deixar claro que, em todo tratamento, seu médico deve ser consultado.

graviola_-_novo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A graviola pode sim, como mostram os estudos, ajudar na cura de diversos males.

Mas seu médico deve ser sempre consultado.

Voltando ao texto, quais as principais indicações da graviola?

1. Para um sistema imunológico fraco ou comprometido.

2. Como um complemento para tratamentos de câncer.

3. Metástases e/ ou tumores inoperáveis.

4. Os pacientes que param o tratamento de quimioterapia por causa de efeitos colaterais e radioterapia.

5. Como preventivo de câncer, especialmente quando há história de câncer na família.

6. Para tratar ansiedade, nervosismo.

 

7. Para eliminar vermes.

8. Para tratar diabetes.

Pelo que indicam as pesquisas, a graviola tem apenas uma contraindicação: mal de Parkinson.

Isso porque um estudo feito em regiões do Caribe constatou que os habitantes dessas localidades que consumiam muita graviola tinham maiores chances de desenvolver mal de Parkinson.

Mas, pelo que sugere o estudo, esse risco só existe quando o consumo é muito grande.

Como consumir a graviola para fins terapêuticos?

Pode-se comer o fruto ou tomar o chá das folhas.

Parece que nas folhas há maior concentração dos princípios ativos que combatem doenças.

E é por isso que agora você vai aprender a fazer o chá das folhas de graviola:

INGREDIENTES

8 folhas secas de graviola

1 litro de água

MODO DE PREPARO

Ferva a água.

Desligue o fogo e coloque as folhas de graviola na água fervida.

Espere 15 minutos.

Coe o chá e já pode consumi-lo.

Tome 3 xícaras por dia.

Por precaução, grávidas não devem tomar este chá.

E mais uma vez ressaltamos: antes de qualquer tratamento, mesmo os naturais, consulte seu médico.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.