Home / Cabelo / Pequi combate colesterol

Pequi combate colesterol

Segundo a nutricionista Karin Honorato, este alimento típico do cerrado brasileiro. tem muitos nutrientes, como as vitaminas A, C e E, betacaroteno, fibras e gorduras saudáveis.

O pequi, de acordo com a nutricionista, é bom para a imunidade, para a visão, para a pele e ajuda muito a diminuir o nível de colesterol ruim. “Pesquisas cientificas estão mostrando o valor nutricional e a importância do pequi para diminuir os radicais livres – aqueles radicais que ajudam a formar doenças crônicas e inflamatórias e até o câncer”, diz.

A nutricionista conta que agora o pequi é conhecido também como um alimento preventivo para diminuir o risco de câncer.

Karin afirma que além da polpa, o fruto possui uma castanha que tem um óleo “interessantíssimo” para tratar problemas respiratórios. Ela recomenda o consumo do pequi em qualquer tipo de preparo tanto doces como salgados.

A nutricionista ainda indica as folhas de pequi, que ajudam a limpar e a desintoxicar o fígado.

Entre os principais nutrientes presentes na fruta estão o zinco e a vitamina C, elementos que junto, conseguem quebrar os radicais livres do organismo contribuindo para a renovação da célula. A ação dos antioxidantes do pequi agem também como anti-inflamatórios, que ajudam a reduzir lesões da pele de forma natural. Outra ação da fruta na pele é o tratamento contra eczemas, além disso, estudos indicam que a fruta também pode ser utilizada como hidratante para corpo e para os cabelos.

Pequi no combate a doenças

O pequi contém uma quantidade expressiva de gordura monosaturada, que é benéfica ao coração e importante para ajudar na redução de doenças como colesterol e hipertensão. Além disso, um estudo publicado pela Universidade de Brasília aponta o pequi como aliado no tratamento ao câncer. A vitamina A do pequi também é uma poderosa aliada para melhorar a elasticidade da pele, melhorar a visão, a resistência dos ossos e o bom funcionamento do intestino.

Estudo

Em um estudo feito há mais de 10 anos sobre o pequi, o biólogo César Koppe Grisolia, do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Brasília (UnB), investigou os efeito do óleo extraído da fruta no combate ao colesterol e a doenças cardiovasculares.

 O estudo apontou que o pequi previne a formação de placas de gordura nos vasos sanguíneos.

O pesquisador fez o seu primeiro teste na prevenção de doenças cardiovasculares nos camundongos. O segundo teste foi com 126 maratonistas que tomaram a capsula que contem o óleo da fruta. Após uma bateria de exames, foi comprovado que os que tomaram o medicamento tiveram menos danos celulares dos que não tomaram.

A venda do remédio para o mercado esta sendo providenciado já que o registro das cápsulas de pequi precisa ser autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).