fbpx Scroll Top

Variedades

O que seus filhos precisam saber sobre o amor

Ensinar sobre amor para as crianças pode ser uma tarefa mais complicada na prática, já que o amor é algo que se vive a cada dia, está presente a cada instante. Muita gente ama sem perceber, e aí não sabe explicar como é que se faz. Mas, se você estiver na fase de apresentar os princípios do amor para suas crianças, essas dicas que vai ver a seguir vão ajudar bastante a colocar em palavras e atitudes esse sentimento vital.

Abuso não é amor

É bem comum que algumas crianças ajam com agressão física com as outras quando, na verdade, estão apenas querendo estar perto de alguma forma e não sabem como demonstrar. Porém, não é certo dizer ao seu filho que a outra criança o beliscou ou empurrou porque gosta dele ou quer ser “namoradinho”. Amor não necessariamente tem a ver com relações românticas, e nunca tem a ver com violência.

O amor é mútuo

Dar e receber é um ciclo constante e que traz vivacidade às relações. Quando você apenas recebe amor e nunca demonstra de volta, ou quando você apenas dá amor e nunca recebe de volta, o laço se rompe. Ensine aos seus filhos como é que se demonstra o amor por alguém que os ama de verdade, como o pai, a mãe, irmãos e avós, na forma de gestos de carinho, respeito e gentileza.

Amar a si mesmo é essencial

Depois de adultas, as pessoas aprendem que não é possível alimentar o amor de alguém se não amar a si mesmo em primeiro lugar. Quando você não nutre seu próprio coração com o seu amor, não vai ter amor para oferecer aos outros. Então, ensine seus filhos a amarem a si mesmos, do jeito que são, aceitando o que não podem mudar e mudando o que podem melhorar.

Respeito e amor andam juntos

Amar é respeitar, sempre. Não quer dizer que amar seja aceitar. São duas coisas diferentes. Mas, é perfeitamente possível, por exemplo, você não aceitar que o seu filho adolescente queira fazer um curso universitário diferente do que você acha que ele deveria fazer, porém, respeitar a decisão dele e apoiá-lo para que ele consiga ter o melhor desempenho possível, com a ajuda do seu amor constante.

Com as crianças, os exemplos podem ser dados de formas mais simples. Eles devem entender que precisam respeitar o espaço e o corpo dos colegas, e também devem exigir o mesmo respeito, sem permitir que sua privacidade seja invadida.

O amor pode acabar

É importante que o seu filho saiba que o amor entre duas pessoas, no caso de uma relação romântica, pode não durar para sempre, e está tudo bem. Não se pode controlar por completo os sentimentos como o amor, mas se pode manter o respeito e seguir em frente. Assim, seu filho vai aprender a lidar com separações e desilusões sem traumas.

O amor nem sempre é correspondido e não pode ser forçado

Quando as crianças ficam “apaixonadas” por alguém, não quer dizer que seja amor. Mas, na cabecinha delas, é assim que vão chamar. Pelo fato de ainda serem crianças, essa paixão provavelmente não será correspondida, então é interessante explicar que também é normal. Nesse caso, a criança precisa receber a atenção necessária para conseguir se desvincular daquela pessoa de forma saudável, mantendo o respeito e admiração, que não precisam deixar de existir.

O amor precisa ser alimentado

Essa é a dica que os pais casados podem dar com o exemplo diário. A melhor forma de os filhos entenderem que o amor precisa ser alimentado todos os dias é vendo os pais fazendo isso na prática por meio do respeito, do carinho, do falar bem do outro, dos gestos de gentileza e compreensão.

A verdade é que o amor acaba sendo um sentimento natural quando existe no seio familiar. Uma criança amada e criada com gestos de amor de forma equilibrada, vai saber amar aos outros.

Não precisa explicar tudo isso de uma vez aos seus filhos, pois as crianças só entendem o que você diz, quando surge uma situação de dúvida e elas estão predispostas a aprender. Deixe as experiências da vida fluírem e esteja sempre presente para dar o suporte necessário. Isso também é amor.

ZHHamor

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.