Home / Pele / Doze dicas para acabar com pés rachados

Doze dicas para acabar com pés rachados

Quem não adoraria ter pés lisos, macios, convidativos, sexy? Mas, no geral, a realidade é dura. E áspera. Principalmente na área do calcanhar. Acontece que, por sofrerem com muito atrito (com ou sem sapatos), os pés têm mesmo uma pele mais grossa (de até 2 milímetros) na sola e na ponta dos dedos. Mas nem tudo são pedras e dá, sim, para manter a pele da região macia, desde que você tome alguns cuidados. Pés rachados nunca mais!

1. “É bom evitar sapatos apertados e meias de tecido sintético”, avisa a dermatologista carioca Sabrina Rocha.

2. Depois de lavar os pés, seque-os bem, principalmente entre os dedos para evitar micoses.

3. Andar descalça e lixar os pés podem deixá-los mais espessos, pois estimula a proliferação da camada córnea, a tal pele da sola, que já é naturalmente mais grossa.

4. “O primeiro passo, e o mais importante, para deixar os pés macios é caprichar na hidratação, com produto específico para a área, duas vezes ao dia”, fala a dermatologista Cláudia Magalhães, de Recife.

5. Hidrate os pés logo cedo, depois do banho (a pele úmida permite que os ingredientes penetrem melhor) e outra antes de dormir. Não dá? Turbine a hidratação pelo menos à noite.

6. “Os óleos, como o de amêndoas e girassol, não atingem as camadas mais profundas da pele”, avisa Sabrina. Eles apenas formam uma película protetora, impedindo a desidratação da região. “Já os cremes, principalmente aqueles à base de ureia (contraindicado para grávidas), lactato de amônia, ácido glicólico, ácido salicílico e ácido lático conseguem atingir essas camadas e proporcionam um melhor resultado,”, completa ela. Vale procurar também por ingredientes como PCA-Na, aquaporinas, lactokine, aloe vera, bisanolol, alantoina e ácido hialurônico.

Leia mais:

Como clarear joelhos, cotovelos e axilas

Fim da celulite com 2 ingredientes naturais

Fim das verrugas usando 1 ingrediente

 

7. Além da hidratação, outras manobras, como um mini-spa semanal, também podem ajudar. Vale esfoliar os pés uma vez por semana (não mais que isso, para evitar o efeito rebote), com um produto específico para os pés. E, nesse dia, aplique o hidratante cremoso e depois cubra a área com filme plástico ou com meias de algodão, por 30 minutos. “Essa oclusão aumenta a penetração dos ativos hidratantes”, diz a dermatologista carioca Juliana Neiva.

8. Vamos combinar: não tem nada pior que calcanhares rachados e secos. “Para evitar o problema, procure usar rasteirinhas com sola de couro – e não emborrachadas. Essas últimas devolvem o suor para a pele, piorando o ressecamento”, explica Cláudia.

9. No dia antes da rasteirinha, e no depois, capriche na hidratação. “Ela aumenta a resistência natural da pele às agressões”, conta Juliana.

10. Além disso, maneire na lixa. “Apenas nos casos de hiperqueratose, quando ocorre o aumento excessivo de queratina no local, provocando o endurecimento da pele, recomenda-se o uso de lixas.

11. Em geral, a esfoliação é mais indicada. O escalda-pé, além de ser muito relaxante, também é uma ótima opção”, fala Sabrina.

12. A frequência ideal de pedicure é de 15 em 15 dias. No entanto, maneire na esmaltação. As unhas são lâminas compostas principalmente de queratina. “O ideal é ficar 1 dia por semana sem esmalte”, indica Juliana. Também não é indicado retirar a cutícula. “Ela funciona como proteção da unha”, finaliza Sabrina.

Fonte: corpo a corpo