Home / Emagrecimento / Dicas para acelerar o metabolismo para emagrecer

Dicas para acelerar o metabolismo para emagrecer

Embora talvez herdemos o metabolismo geneticamente, não estamos condenados a viver com o sobrepeso e seu desconforto. É possível mudar e fazer com que o metabolismo trabalhe conosco. Estudos têm demonstrado que cada uma dessas dicas acelera o metabolismo e, consequentemente, a perda de peso, de forma saudável e natural em menos tempo e com menos esforço.

1. Comer todos os dias algo nutritivo no café da manhã

Comer algo nutritivo no café da manhã (um omelete com espinafre e queijo feta com uma fatia de pão integral) ao acordar ativará imediatamente e de modo correto o metabolismo. Um estudo realizado pelo Registro Nacional de Controle de Peso dos EUA com 5.000 pacientes que adotaram um café da manhã saudável em seu cotidiano observou que a perda de peso pode alcançar 30 quilos em 5 anos.

Isso ocorre porque esta refeição energiza o corpo, impedindo o acúmulo de gorduras e permitindo um emagrecimento natural. Também, recomenda-se um jantar leve, já que passamos várias horas em jejum durante a noite e o corpo acumula a maior quantidade possível de gorduras.

2. Acrescentar o chá verde na dieta

O chá verde é antioxidante, mas também acelera o metabolismo e, assim, a perda de peso. Vários estudos têm sido realizados com diferentes grupos de pessoas para determinar os benefícios deste chá. Um dos resultados apontou que aqueles que começaram o hábito de tomar chá verde emagreceram mais rápido do que os outros, já que a infusão facilita a oxidação de gorduras e a termogênese. A quantidade diária ideal é de 5 xícaras de chá verde, com o que se aumenta consideravelmente a energia do corpo com apenas 90 calorias.

3. Comer alimentos ricos em ômega 3

Consumir peixe rico em ácidos graxos ômega 3 (como salmão ou atum) acelera o metabolismo, regula os níveis de açúcar no sangue e reduz outros problemas (como a inflamação). Estudos têm recentemente demonstrado que estes ácidos graxos reduzem também a resistência à leptina, um hormônio que facilita a perda de peso. Uma alternativa ao consumo de peixe pode ser um suplemento diário de ácidos graxos ômega-3, que contenham entre 1.000 e 2.000 miligramas ou algumas nozes, para obter os mesmos benefícios.

4. Não eliminar todas as calorias da dieta

Existe o conceito de que emagrecer mais facilmente só é possível eliminando mais calorias da dieta. Embora isso possa ser verdade no começo, quando nosso corpo percebe a redução de calorias, ele começa a aumentar suas reservas energéticas acumulando gorduras. Por isso, comer mais acelera o metabolismo, sempre que se escolham alimentos saudáveis ​​e nutritivos. Não é recomendável passar longos períodos de jejum: o ideal é ter 6 refeições diárias (de 300 calorias cada), em vez de duas refeições muito pesadas ou de alto valor calórico.

5. Acrescentar diferentes intensidades nos exercícios

Aumentar a intensidade dos exercícios (caminhada, natação, corrida etc.) por intervalos 30 segundos e, em seguida, voltar à intensidade normal causará um consumo maior de energia pelo corpo e fortalecerá significativamente a capacidade de regeneração das células, permitindo-lhes maior oxigenação. Assim, será possível também se exercitar por menos tempo e alcançar muito mais rapidamente as metas desejadas. Estes intervalos podem ser aplicados a qualquer atividade física praticada.

6. Descansar após os exercícios

Os exercícios são um presente para o corpo e a saúde, mas também podem causar fadiga grave se forem muito intensos. Embora nos ajudem a acelerar o metabolismo, o descanso permitirá ao nosso corpo retornar ao estado basal. A quantidade de calorias queimadas com os exercícios deve ser sempre maior que a quantidade ingerida, permitindo o emagrecimento mais eficaz.

7. Evitar as gorduras trans

Sabemos que estas gorduras são nocivas, mas elas também reduzem a capacidade natural do corpo de queimar gorduras. Isso ocorre porque alteram as células e o metabolismo, além de gerar resistência à insulina e inflamação. Então, é bom eliminá-las para acelerar o metabolismo e a perda de peso.

8. Incrementar a ingestão de proteínas

O corpo leva mais tempo para digerir alimentos ricos em proteína que os que têm gorduras ou carboidratos. Isto significa que o consumo de proteínas nos mantêm satisfeitos por mais tempo, enquanto o metabolismo continua a trabalhar e queimar gorduras para consegui-lo. Isso resulta em uma considerável aceleração do metabolismo e redução do apetite. Além disso, a ingestão de proteínas permite ganhar massa muscular em vez de gorduras.

LEIA TAMBÉM

Acelerar o metabolismo com uma boa dieta

A genética afeta o corpo, mas é possível assumir o controle daquilo que se deseja mudar e consegui-lo. Acelerar o metabolismo fará com que esse trabalhe mais rápido, queime mais calorias e nos ajude a alcançar ou manter o peso ideal.

Seguir estas dicas ajudará manterá o corpo saudável e de forma natural e autorregulada, ao invés de seguir dietas complicadas ou pobres que geram poucos resultados ou nos levam a disfunções.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*