Home / Emagrecimento / Dica para acabar com o inchaço e reduzir medidas

Dica para acabar com o inchaço e reduzir medidas

Evitar o consumo dos alimentos que fermentam quando digeridos é o segredo para fugir do excesso de gases. Além de que causar inchaço abdominal, fadiga, mau humor, bolsas sob os olhos e até falta de ar, a dieta fermentativa compromete a performance no trabalho, nos esportes e na vida.

Uma das promessas de Ano Novo é praticar exercícios. Mas a sensação de estar inchada atrapalha desde a escolha do look até o ânimo para colocar o pé fora de casa.

Neste caso, você precisa livrar-se da origem destes fatores.

A produção de gases pela flora bacteriana é o resultado da fermentação de carboidratos (açúcares) não completamente digeridos.

Quando isso acontece com frequência, há um desequilíbrio no microbioma do organismo, o que permite que muitas toxinas sejam absorvidas. Com isso, o inchaço piora, e muito –

Quanto mais proteína e gordura tiver na refeição, mais tempo ela leva para ser digerida.

A lista dos alimentos fermentativos inclui todos os que têm uma relação de frutose maior que glicose (mel, maçãs, peras, manga, melancia), fruta nos (trigo, centeio, cebola, alho), lactose (leite e derivados), galactanos (repolho, feijão, lentilha) e polióis (ameixa, cogumelos e adoçantes artificiais). Entram também os condimentos e especiarias em excesso, o glúten e as carnes processadas.

Leia mais:

Pela retirada do leite e derivados e de fibras (dieta sem glúten), é preciso cuidar das possíveis deficiências de cálcio e vitamina D.

Por isso, recomenda-se a ingestão de alimentos ricos em cálcio, mas livres de lactose, como leites e iogurtes sem lactose, leite de soja e de outros grãos.

Quanto às fibras, o melhor é contar com a aveia e o arroz integral. Em relação às frutas e legumes, opte por morango, banana, laranja, abacaxi, kiwi, batata com casca, espinafre, cenoura e tomates.

Já para livrar-se dos glútens, troque o trigo pela quinoa, o pão francês pela tapioca, cuscuz ou batata doce.

A simples redução da ingestão de grandes quantidades destes alimentos reduz a fermentação intestinal e, consequentemente, a produção de gases e os efeitos que seu volume provocam.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*