Home / Saúde / Colite ulcerativa: causas, sintomas e tratamento

Colite ulcerativa: causas, sintomas e tratamento

Colite ulcerativa: causas, sintomas e tratamento

Lembre-se de que é fundamental consultar um especialista se estiver sentindo os sintomas da colite ulcerativa, para que ele possa discutir as melhores opções de tratamento para o seu caso.

A colite ulcerativa é, basicamente, uma inflamação crônica que ocorre no intestino grosso, parte do sistema digestivo na qual a água é removida do material fecal e o mesmo segue seu caminho pelo reto até o ânus.

Por se tratar de uma condição crônica, ela pode durar anos e até décadas, causando sintomas incômodos com os quais pode ser difícil de conviver e manter uma qualidade de vida significativa. Homens e mulheres costumam ser afetados em proporções iguais, e seu surgimento é mais comum durante a adolescência e início da vida adulta.

A colite afeta o revestimento interno do intestino grosso e do reto, provocando inflamação e o desenvolvimento de úlceras. Embora não exista uma cura propriamente dita para a doença, seus sinais podem ser tratados de maneira eficaz e a mesma pode ser controlada, ou, nos melhores casos, até desaparecer.

É importante ressaltar que é fundamental consultar um médico e dar início ao tratamento o antes possível, já que a colite ulcerativa, quando não tratada, pode evoluir para condições mais severas e até chegar a ser fatal. Não brinque com a sua saúde!

leia também:

Causas da colite ulcerativa

Infelizmente, não se sabe ao certo o que causa a colite ulcerativa. Até o momento, estudos não foram capazes de encontrar evidências fortes de que ela surja por uma infecção ou que seja contagiosa.

A hipótese mais aceita é de que a doença se desenvolva por uma ativação anormal do sistema imunológico no intestino. Ao tentar combater vírus e bactérias, ele acaba combatendo também as células saudáveis presentes no intestino.

Normalmente, o sistema imunológico só é ativado quando há uma ameaça a ser combatida no organismo, mas no caso dos pacientes com colite ulcerativa ele passa a ser ativado de forma crônica, causando a inflamação.

Acredita-se que exista também um fator hereditário, já que as chances de desenvolver a doença são maiores se alguém da sua família já a teve.

Por último, embora não possam causar a doença, o estresse e fatores emocionais também podem contribuir para piorar os sintomas quando os mesmos surgem.

Sintomas da colite ulcerativa

dor-de-estomago

Os sintomas desta condição não costumam surgir repentinamente; eles vão se acumulando com o tempo, aumentando a sua intensidade até chegar a um ponto no qual fica difícil prosseguir com as atividades normais do dia a dia.

Os sintomas também podem variar dependendo de qual parte específica do intestino grosso está sendo afetada pela inflamação, algo que somente o médico será capaz de identificar.

A intensidade dos sintomas varia de acordo com a gravidade do caso, embora a maioria dos pacientes os experimente de forma leve ou moderada. Mesmo assim, isso não é desculpa para adiar a consulta médica.

Como regra geral, os sintomas mais comuns da colite ulcerativa costumam ser os seguintes:

  • Dor abdominal intensa, geralmente semelhante a cólicas
  • Diarreia frequente
  • Presença de sangue, muco ou pus nas fezes
  • Necessidade de evacuar com mais frequência do que o normal, embora o paciente possa experimentar uma certa dificuldade para fazê-lo
  • Perda de peso sem motivo aparente
  • Fadiga e cansaço constantes
  • Episódios de febre
  • Náuseas e episódios de vômito

colica ulcera

Tratamento para a colite ulcerativa

O tratamento desta condição pode envolver o uso de medicamentos e até a realização de uma cirurgia, embora esta última opção seja reservada para casos extremamente sérios que podem chegar a ameaçar a vida.

Seu médico, após uma análise detalhada, poderá receitar os medicamentosadequados para o seu caso específico. Esta medicação será muito útil para controlar os sintomas da colite. Converse com o seu médico também sobre a necessidade de ingerir suplementos e multivitamínicos.

Por outro lado, como esta condição não é completamente curável, também é importante fazer algumas alterações em nosso estilo de vida, contribuindo para o alívio dos sintomas.

  • Evite o consumo de laticínios, já que muitos pacientes notam uma melhora dos sintomas após cortar os mesmos da dieta.
  • Evite alimentos ricos em gordura, como frituras, manteiga, margarina e molhos cremosos.
  • Limite a ingestão de fibras. Embora elas sejam muito saudáveis e importantes para o organismo, no caso dos pacientes que sofrem com a colite ulcerativa elas podem ser prejudiciais e piorar os sintomas.
  • Evite a ingestão de álcool e cafeína
  • Evite alimentos muito apimentados e pratos condimentados demais, já que eles podem irritar o intestino sensível.
  • Divida sua ingestão calórica diária em várias refeições menores ao longo do dia
  • Beba bastante líquido, já que a colite ulcerativa pode contribuir para a desidratação do organismo. Priorize o consumo de água mineral.
  • Trabalhe para reduzir o estresse, já que ele pode intensificar os sintomas. Pratique atividade física, faça meditação, utilize técnicas de relaxamento, dedique-se a alguma atividade de sua preferência, etc.