Home / Saúde / 4 tipos de varizes que são perigosas

4 tipos de varizes que são perigosas

4 tipos de varizes que são perigosas

Varizes são veias dilatadas e tortuosas que surgem nas pernas e pés. Apesar de gerarem muita preocupação estética, elas também podem ser um problema de saúde.Veja quando isso acontece. Como surgem as varizes  As varizes aparecem quando as válvulas, estruturas internas dos vasos sanguíneos que impedem que o sangue volte para trás, deixam de funcionar adequadamente. O sangue fica parado dentro da veia, o que a deixa inchada e mais visível sob a pele. O angiologista Ary Elwing, especialista em cirurgia vascular, explica que existem três tipos de varizes. “As veias tronculares, que são saltadas e visíveis na pele, as microvarizes, que não são salientes e possuem coloração azulada ou esverdeada, e as reticulares são pequenas ramificações, conhecidas como ‘vasinhos’”. Quando as varizes são um problema para a saúde .

leia também sobre :

De acordo o cirurgião, podem haver riscos associados quando as varizes vêm acompanhadas de quatro agravantes: coágulos de sangue, veias profundas danificadas, tumores e vasos sanguíneos anormais. Nem sempre é possível observar todas essas mudanças, por isso, o ideal é manter o acompanhamento médico e ficar atento aos sintomas. Poderá haver desconforto,inchaço, sensação de cansaço nas pernas e até problemas circulatórios. Como tratar?  Existem vários tratamentos para varizes, o procedimento escolhido vai depender do tipo de variz do paciente. O médico pode optar pela cirurgia que é feita em ambiente hospitalar –com laser, radiofrequência, espuma eco guiada ou minicirurgia – ou em consultório, com a escleroterapia, que seca vasinhos.

Os Tipos de Varizes

Existe uma classificação científica das varizes, chamada de CEAP, que é utilizada no mundo inteiro para as pesquisas científicas. Mas esta classificação é muito complexa, e não é utilizada na prática do atendimento de pacientes. Em pesquisas científicas, lideradas por médicos da Clínica Naturale, foi desenvolvida uma nova Classificação Clínica, conhecida como Classificação Estético Funcional, ou ”Classificação de Francischelli”, que divide os pacientes portadores de varizes em 4 Tipos ou Grupos. Cada um dos grupos tem características comuns que permitem escolher os melhores tratamentos.

varizes

Varizes Tipo 1 – telangiectasias (vasos na intimidade da pele) e microvarizes (pequenas varizes sob a pele) caracterizam as varizes tipo 1 – São predominantemenente um problema estético, embora a doença venosa crônica esteja presente.


Leia mais sobre  :

TIPO 1 – IVIPE: As varizes que são mais um problema estético.
Chamamos de Tipo 1 ou IVIPE-Insuficiência Venosa de Importância Predominantemente Estética a presença de varizes pequenas que são as telangiectasias (vasinhos) e veias reticulares ( microvarizes). As telangiectasias (vasinhos) são as pequenas veias da pele, da espessura de um fio de cabelo, avermelhadas ou um pouco maiores, azuladas, mas que estão na intimidade da pele. Apresentam vários formatos, desde pequenos riscos, até grandes arborizações. Podem estar presentes em todos os locais dos membros, atingindo, a coxa, a perna, o glúteo e em alguns casos até a região das costas. As veias reticulares ( microvarizes), são maiores, e se apresentam como trajetos longos, azulados, e estão sob a pele, mas a ela intimamente relacionadas. Estas veias estão freqüentemente ligadas as telangiectasias, É muito freqüente a associação de telangiectasias da face lateral da coxa, com estas veias reticulares que se estendem para a região lateral do joelho e atinge até a perna. Apesar de ser um problema de saúde, uma doença, estas pequenas veias não causam riscos imediatos, sendo um problema que atinge mais a auto-estima do paciente. Portanto, geralmente o paciente procura o médico pela questão estética, por isso chamamos este tipo de IVIPE: “varizes de importância predominantemente estética”. A IVIPE – são então as varizes pequenas, da pele como as telangiectasias (vasinhos) e sob a pele como as veias reticulares (microvarizes). Embora não seja um problema de saúde no curto prazo, ainda é uma doença a longo prazo, porque alguns raros problemas podem acontecer, como sangramentos.

Tipo 2-IVIFE: As varizes que são tanto um problema de saúde (funcional) como um problema de aparência (estético).

Chamamos de Tipo 2 ou IVIFE – Insuficiência Venosa Funcional e Estética a presença de veias de médio e grande calibre. Já é uma doença que envolve alguns riscos e problemas para o paciente, e por isso deve ser tratada, entretanto, pode estar presente também a preocupação estética. Neste caso os dois problemas devem ser considerados, a doença (funcional) e a estética. A IVIFE – Insuficiência Venosa Funcional e Estética, acontece quando o paciente que apresenta a doença varizes, que necessita tratamento para evitar complicações, também está preocupado com a aparência.
É importante reconhecer estas duas condições: a doença (funcional) e a aparência ( a estética), porque durante o tratamento o médico deve corrigir a doença, mas também utilizar técnicas estéticas para que atenda o desejo de melhor aparência das pernas do paciente. De nada adiantaria um espetacular tratamento médico, mas que deixa as marcas de cicatrizes enormes, e também não é interessante, cuidar da estética e deixar de resolver a doença. Um perfeito equilíbrio entre os dois fatores é desejável no tratamento. Este tipo de varizes é muito freqüente, e são utilizadas em seu tratamento as técnicas estéticas e funcionais, para que a doença seja corrigida e ao mesmo tempo um resultado estético seja também obtido. Por esta característica dupla, este tipo de condição necessita uma atenção própria por parte do médico, e assim é classificada em um grupo a parte.Tipo- 3 IVFA : As Varizes que são um problema de saúde (funcional) sem que o paciente tenha preocupações estéticas e que ainda não apresentaram complicaçõesChamamos de Tipo 3 ou IVFA – Insuficiência Venosa Funcional Assintomática, todas as situações onde se apresentem varizes, sem que a questão estética esteja envolvida. Neste caso a doença (funcional) está presente, sem que o paciente esteja preocupado com a aparência (estética). Em alguns casos as varizes podem atingir grandes dimensões antes de apresentar complicações. O tratamento, neste caso é voltado mais para as questões funcionais da doença venosa, embora os cuidados com manchas e cicatrizes sempre sejam tomados pelos médicos mais cuidadosos.

Recomendo:

 

Tipo – 4 IVFS: As varizes que são um problema de saúde (funcional) e que já apresentam complicações

Chamamos de Tipo 4 ou IVFS – Insuficiência Venosa Funcional Sintomática, todas as situações onde se apresentem varizes, sem que a questão estética esteja envolvida, e já aconteceram complicações. As complicações mais freqüentes são as Tromboflebites, as Úlceras de perna, as Hiperpigmentações, o Eczema Venoso, as Hemorragias, a Fibrose, a Dermatite Ocre, as Infecções e o quadro de Dor, e a temível, Embolia de Pulmão. Neste caso a doença (funcional) está presente, sem que o paciente esteja preocupado com a aparência (estética) . Geralmente são pacientes onde o problema está presente há longo tempo, sem tratamento, e que já apresentam complicações. Neste caso, o médico deve se concentrar mais na questão da doença, que é muito grave podendo causar sérias restrições para o paciente.Os diversos tipos seguem um grau de evolução, não significando que um grau necessariamente passará ao outro. As varizes sempre pioram, mas cada paciente terá sua história, e não significa, embora seja possível, que o tipo 1 vá virar tipo 4. A doença é crônica e sempre deve ser acompanhada por seu cirurgião vascular de confiança que saberá escolher as melhores alternativas de tratamento,

Os Tipos de varizes e os tratamentos mais utilizados

Tipo 1 - Microvarizes e Telangiectasias  (17kb)

Tipo-1

Tipo 2 - Varizes que são tanto um problema estético como uma doença  (15kb)

Tipo-2

Tipo 3 - Varizes que são uma doença sem que haja preocupação estética (23kb)

Tipo-3

Tipo 4- Varizes com complicações (19kb)

Tipo-4

 

 

A Microcirurgia das Telangiectasias Combinadas – Varizes tipo 1 ( mais comuns ) 

Indicado

Tipo 1

Local de realização

Clínica ou Day Hospital

Internação Hospitalar

Desnecessária

Repouso

2 dias

Tempo para o procedimento

20 a 30 minutos

Retorno para as atividades domésticas

2 dias

Retorno para as atividades profissionais

2 dias

Retorno para as atividades esportivas

7 dias

Restrições

Sol por 30 a 45 dias

Leia também:

São chamadas telangiectasias combinadas à presença de vasinhos na pele, em forma de cacho de uva, ou de galhos, que em sua base está presente uma veia, que chamamos matriz, e é a verdadeira responsável pelos pequenos vasos da pele, que surgem através dos mecanismos que já explicamos.

Telangiectasia Combinada - Combined Telangiectasia  (19kb)
Uma telangiectasia combinada é mantida por uma veia matriz
Teste de Miyake - Miyake Test (15kb)
O Cirurgião sabe que a veia está presente, ou porque ela é visível , ou porque quando comprime a entrada da veia na telangiectasia, ocorre diminuição dos vasinhos da pele
A Telangieca (16kb)
Quando a veia matriz é liberada reaparece a telangiectasia